Ultrassom na gravidez

 O exame ultrassonográfico ou ecográfico durante a gravidez fornece informações do desenvolvimento do feto e pode mostrar eventuais alterações que venham a interferir na saúde da mãe e do próprio feto. 

 

 

Geralmente o primeiro exame de ultrassom na gravidez é realizado por volta da sétima semana de gestação e é feito preferencialmente pela via endovaginal. Neste exame podemos visualizar o saco gestacional, a vesícula vitelina (responsável pela nutrição do embrião no início da gravidez) e o próprio embrião, que pode ser identificado a partir da sexta semana. O coração do feto pode ser visto batendo a partir de seis semanas e três dias no exame via endovaginal. O primeiro exame realizado no início da gestação é importante principalmente para a confirmação da idade gestacional do embrião, para ver o número de embriões (mostrar gestações múltiplas) e afastar eventuais gestações que podem acontecer fora do útero, como por exemplo, nas trompas ou nos ovários, e que geralmente necessitam de um tratamento específico e rápido.

 

O segundo exame de ultrassom é geralmente realizado entre 11 semanas e 14 semanas, e seu principal objetivo é o rastreamento de alterações como a síndrome de Down através da medida da translucência nucal e do osso do nariz do feto. Esses dados, associados ao exame laboratorial do sangue materno, pode estimar o risco da síndrome de Down no feto. Nesta fase, é mais fácil identificar o próprio feto e já podemos avaliar melhor a sua forma.

 

A ultrassonografia morfológica é realizada entre 20 e 24 semanas de gestação. O feto já tem seus membros e órgãos facilmente identificados, pesa cerca de 500 gramas e mede entre 22 e 25cm. É possível então avaliar, por exemplo, o cérebro, os braços, as pernas, os dedos, os rins, o estomago, o fígado, a face, etc... Um exame ultrassonográfico normal nessa fase da gestação traz muita tranquilidade aos pais quanto à saúde de seu filho.

 

O ultrassom obstétrico no final da gestação (a partir de 28ª semana) pode avaliar o crescimento fetal e o ganho de peso do feto, a maturidade da placenta e a quantidade de líquido amniótico. Essas informações podem indicar um desenvolvimento adequado do feto dentro do útero. Entre 36 e 40 semanas de gestação, pode ser ainda necessário realizar exames para avaliar o bem-estar do feto, descartando o sofrimento fetal.  Esses exames são geralmente a dopplervelocimetria obstétrica e o perfil biofísico fetal.  Alterações que possam indicar risco para a vida do feto podem indicar a necessidade de antecipação do parto.

Existe ainda a ultrassonografia 3D/4D que pode ser feita a partir da 22ª semana de gestação, mas produz imagens ainda melhores quando realizada entre 30 e 34 semanas, permitindo que a futura mamãe veja as primeiras imagens do seu filho e sua fisionomia.

Please reload

Posts Em Destaque

Suco Verde Emagrece?

May 10, 2016

1/1
Please reload

Posts Recentes

July 24, 2019